5 erros comuns que seu e-commerce deve evitar em campanhas de Google AdWords

Top Erros Google Adwords

Adwords Erros

Já não é mais uma novidade que hoje o mercado mundial está conectado 24 horas e isso não é diferente quando falamos do mercado brasileiro. Segundo o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2014 mais de 54,9% das casas brasileiras já estavam conectadas e o crescimento do mobile só aumentou está estatística. O site BDC divulgou uma pesquisa realizada pelo Ipsos/Paypal, que constatou que no final de 2015, “13% do total gasto online no mundo inteiro se deu via smartphone”.

O mercado e-commerce está presente no Brasil a mais de 20 anos e seu crescimento continua sendo extraordinária comparado aos outros meios de comercialização. Ainda sobre os dados do site Bigdata, o e-commerce tradicional cresce 29% ao ano e o mobile commerce, cresce em um ritmo 3 vezes mais acelerado, a 107%. Com este crescimento gigantesco, o marketing digital se tornou um grande aliado na hora da divulgação das lojas e-commerce e estar presente nas plataformas de busca online, principalmente a rede de busca do Google, pioneira nessa ideia, com o Google AdWords, se tornou imprescindível.

A importância do Google AdWords para o e-commerce

Estar presente e bem posicionado nos resultados de busca do Google já não é mais um diferencial quando falamos em divulgação para uma empresa. Garantir que sua empresa esteja presente quando o cliente realiza uma busca procurando um produto ou serviço é importante para qualquer segmento.

Segundo o site WordStream, o Google possui mais de 3,5 bilhões de pesquisa a cada dia, oferecendo aos anunciantes acesso a uma audiência inigualável de usuários que estão ativamente procurando bens e serviços. O Google lida com mais de 40.000 consultas de pesquisa a cada segundo, um total de mais de 1,2 trilhões de pesquisas na web a cada ano.

O Google AdWords é a mais popular plataforma de publicidade do mundo. Com a ferramenta de links patrocinados, é possível iniciar campanhas em pouco tempo e já aparecer nos resultados de busca quase imediatamente. Com as campanhas ativas, é possível aumentar o número de visitas, permitindo a geração de resultados em curto prazo.

Quando falamos investir em uma campanha de PPC, estamos falando sobre controle total sobre custos, podendo aumentar ou diminuir o investimento sempre que necessário. Diferente de outras ferramentas, em uma campanha de AdWords, você só paga quando ocorre a interação do usuário com os seus anúncios, ou seja, o Google só cobra quando clicarem em seus anúncios.

Mas você provavelmente já sabe de tudo isso, mas por algum motivo as suas campanhas não estão dando resultado ou não estão gerando o resultado que você esperava. É por isso que, neste conteúdo, irei apontar alguns erros e otimizações que você pode não estão realizando em suas campanhas no Google Adwords e que poderão ajudar a alavancar os resultados do seu e-commerce.

5  erros que você deve evitar em sua campanha de AdWords

1. Não criar agendamento de anúncios

O cliente pode comprar seus produtos a qualquer momento.

Mesmo que isso seja verdade, os consumidores não possuem as mesmas tendências de compra ao longo do dia. Dependendo do produto, os usuários podem pesquisar os produtos durante o dia e já comprar ou deixar para comprar no período da noite, em suas casas.

Quando analisamos o relatório de detalhes do agendamento, é possível verificar quais são as horas e dias que geraram maior resultado. Quando aplicado, é possível visualizar a evidente melhora na rentabilidade das campanhas.

Por isso quando iniciamos uma campanha é importante analisarmos o comportamento online do seu cliente e deixar suas campanhas rodaram 24 horas inicialmente. Assim será possível gerar um histórico em que você poderá se basear na hora de programar a divulgação de seus anúncios.

Vale lembrar que é necessário sempre revisar sua programação, como tudo muda, o comportamento do seu usuário também pode mudar, desta forma é importante reavaliar as melhores horas e dias para obter maneiras de melhorar a rentabilidade de suas campanhas.

Uma dica extra que eu dou, é avaliar também os resultados das campanhas do Google AdWords no Google Analytics. É possível analisar o comportamento do usuário de uma maneira geral, desta forma é possível verificar se suas campanhas estão realmente segmentadas para os melhores horários.

2. Não otimizar sua segmentação geográfica

Os clientes podem comprar produtos em qualquer lugar.

Igual o item acima, podemos aplicar da mesma forma para a segmentação geográfica. Só porque você envia para toda o Brasil, não significa que você deve anunciar em todos os lugares.

É possível verificar quais estados convertem um CPA maior do que outros. Não verificar suas configurações de local e ver como você se converte nas áreas que você está segmentando significa que você está perdendo formas de otimizar seus gastos com anúncios.

Onde é possível encontrar estes resultados:

Só ir em Dimensões, Clicar em “geográfico” no menu suspenso e se certificar de que as colunas apenas incluem “Região”. Se você segmentar mais do que região, você obterá dados por área metropolitana, o que tornará difícil para você reunir informações reais.

Para novas campanhas de comércio eletrônico, este é um dos principais erros. É necessário verificar se vale a pena veicular para todo o país. Por exemplo, se você perceber que é 50% mais caro enviar seus produtos para todo o país do que para alguns estados vizinhos. Vale a pena focar suas campanhas para estes principais estados em vez divulgar para o país inteiro. Não só suas campanhas serão mais rentáveis, mas você também pode superar seus concorrentes desta região.

O relatório geográfico também ajuda na hora de definir ajuste de lances para as suas regiões. Com o relatório, você poderá ajustar seus lances para regiões que já estão dando resultado e aumentar essas conversões ou aumentar os resultados de uma região foco que não traz uma rentabilidade grande, porém poderá ser mais rentável com o ajuste.

3. Basear-se no CPA para determinar a rentabilidade da campanha

Todos nós podemos concordar que o resultado de uma conversão para duas palavras-chave resultará em receita diferente. Então, por que dar a ambos palavras-chave a mesma meta de CPA?

Especialmente quando podemos facilmente obter o valor real de cada transação e otimizar com base nisso. O ideal é trabalhar com resultado em ROI como métrica. Isso será muito mais útil para você avaliar os ganhos de suas campanhas e o valor ganho para cada produto.

4. Não fazer uma campanha de Google Shopping ou esquecer a campanha

O Google Shopping é uma das melhores maneiras para as lojas de comércio eletrônico anunciarem. Demora menos tempo para criar comparado as campanhas da Pesquisa do AdWords. Não é necessário otimizar o texto do anúncio, a seleção de palavras-chave ou muitas das outras otimizações nas quais normalmente é necessário realizar nas campanhas de Pesquisa.

Ao criar uma campanha de Shopping, você não pode simplesmente configurá-lo e esquecê-lo.  O Google Shopping está longe de ser um tipo de campanha “configurado e esquecido”. É necessário realizar otimizações periodicamente.

Podemos citar que as principais otimizações a serem realizadas em sua campanha são:

  • Gerenciamento de lances e orçamento
  • Palavra-chave negativa: revise seus termos de pesquisa para encontrar termos de pesquisa irrelevantes e adicionar no campo palavras negativas na sua campanha.
  • Agrupamento de produtos: é importante agrupar seus anúncios com produtos relacionados, assim os lances podem ser otimizados.
  • Feed de Dados: seu feed de dados é como suas palavras-chave e anúncios agrupados em um só lugar. Por isso é necessário verificar periodicamente se as informações estão corretas e se há maneiras de melhorá-las.

5.  Não Utilizar remarketing e remarketing dinâmico

Hoje em dia não é mais só criar campanhas de pesquisa bem-sucedidas para lojas de comércio eletrônico. Não, você precisa utilizar campanhas remarketing, Google Shopping, remarketing de exibição dinâmica, extensões de anúncio e muito mais se quiser competir.

O Google Shopping, como já foi citado, é uma rede importantíssima para campanhas de e-commerce. Porém, há duas campanhas muito importantes nas quais você é importante investir:

  • Remarketing para pesquisa
  • Remarketing de Display Dinâmico

O remarketing possibilita rastrear usuários que interagiram no site e anuncia novamente. Com o remarketing dinâmico, é possível divulgar produtos que os usuários acessaram mais não efetuaram a compra ou novos produtos que são de interesse para este público. Ambas têm mostrado resultados incríveis para as campanhas de comércio eletrônico. Na maioria dos casos, esses tipos de campanha superam as campanhas de pesquisa normais com uma margem de 2-1 ou 3-1, enquanto ainda trazem uma receita considerável.

Qualquer um desses erros pode ter um impacto significativamente no seu ROI. Analise a sua conta do AdWords e certifique-se de que não está a cometendo estes erros. Se você estiver, tome medidas para corrigi-los.

Checklist Mídias Sociais