Marketing de Conteúdo: 5 dicas para uma estratégia efetiva em empresas B2B

Marketing de conteudo b2b

Atualmente, estar fora da internet é uma grande desvantagem a qualquer empresa, de qualquer segmento. Contudo, engana-se quem pensa que, “estar na internet” significa apenas ter um site. O mundo online vai muito além do que ter apenas um site. É preciso investir em estratégias de marketing de conteúdo, mídias sociais e estar onde o seu cliente possa te encontrar. Não fazer isso é um erro muito comum cometido por empresas, principalmente as B2B.

“Mas o meu cliente não é uma pessoa”. Esse, então, pode ser considerado o erro principal de qualquer companhia B2B. O cliente final, realmente, pode não ser uma única pessoa, mas quem vai realizar as reuniões, estudar a proposta de negócio e fechá-lo ou não com a sua empresa é uma pessoa ou um conjunto delas e, como qualquer ser-humano, ela é movida por emoções e busca informações. E onde as pessoas mais buscam informações, atualmente, antes de tomar qualquer decisão de compra? Sim! Na internet!

Se a presença da sua empresa na internet for apenas um site, que raramente é atualizado, frio e sem informações suficientes sobre o produto ou serviço que oferece, dificilmente seu cliente final, a pessoa que irá considerar a sua proposta, vai realmente entender que você se preocupou em agradá-la com as informações que ela gostaria de conhecer sobre sua empresa. E, como em qualquer conquista, o desinteresse é o primeiro passo para o fracasso.

É fundamental oferecer conteúdo sobre a sua empresa, no site, nas mídias sociais, em um blog e onde mais o seu público-alvo estiver, independentemente de ele ser uma pessoa, como em empresas B2C, ou outra empresa (B2B), que é composta por pessoas. Portanto, pensando dessa forma, a diferença entre uma estratégia de marketing de conteúdo pra empresa B2B e uma empresa B2C não é tão diferente.

Qual é a diferença entre o marketing de conteúdo para empresa B2B e B2C?

Marketing de conteudo b2b

Em uma estratégia de marketing de conteúdo para B2C, que é o modelo mais conhecido e “fácil”, o objetivo dos conteúdos é solucionar os problemas dos clientes da empresa. Os textos e publicações têm o intuito de traduzir e simplificar a relação e possíveis transações realizadas entre empresa e consumidor.

Já um planejamento de conteúdo para uma empresa B2B, independentemente do segmento dela, possui um objetivo com maiores fins lucrativos do que de relacionamento. Tem foco em converter leads em clientes, que são outras empresas, mas, como já mencionado anteriormente, são grupos de pessoas.

Aparentemente, é muito mais desafiador oferecer um serviço ou um equipamento técnico, que, na maioria das vezes, é visto como algo mais racional e não muito interessante. Este, então, é o principal desafio de uma empresa B2B ao investir em marketing de conteúdo: ser interessante! E como fazer isso?

Conheça 5 dicas para uma estratégia de marketing de conteúdo voltado para empresas B2B:

1. Definir um objetivo estratégico

Onde sua empresa quer chegar? Existe uma meta definida, seja ela relativa ao lucro da empresa, à quantidade de propostas solicitadas ou a um número de novos clientes? Se sim, perfeito! Sua empresa está à frente de muitas outras no mercado. Se não, implemente esse objetivo o quanto antes!

Ter um objetivo é fundamental para saber se sua empresa está indo bem ou não, conhecer o quanto já evoluiu e o quanto ainda falta para alcançar essa meta “ideal”. Afinal, se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve, não é mesmo? Mas o caminho pode ser mais fácil, se você tiver um planejamento.

Defina seu objetivo. Imponha uma meta que seja atingível, determine um período para isso acontecer e batalhe para alcançá-la. Um bom exemplo pode ser: “atingir um marco de 5 mil curtidores na sua página de Facebook em 1 ano” ou então: “gerar 50 conversões com os textos publicados no blog da empresa dentro de 5 meses” etc. Analise o que é mais relevante para a empresa, pois só assim será possível saber se a estratégia está sendo efetiva.

2. Conhecer o público

Essa é uma grande dificuldade com a qual o marketing de conteúdo pode se deparar, inclusive em uma estratégia voltada para empresas B2C, pois, muitas vezes, o público que a empresa já atinge, é diferente do que ela almeja ou imagina atingir.

É fundamental conhecer seus consumidores, saber quem já utiliza o produto ou serviço, para saber o que fazer dali em diante. Caso o interesse da empresa é atingir apenas companhias com, no mínimo, 100 funcionários, por exemplo, e, atualmente, atinge apenas microempresas, é necessário criar uma estratégia diferenciada, com foco em atrair as empresas maiores. No entanto, se o interesse é apenas ampliar a carteira de clientes, mesmo que sejam do porte das que já atende, a estratégia é outra, voltada para o aumento do branding.

Mas, esse tipo de planejamento só é possível quando se conhece os atuais clientes e os clientes em potencial, para conseguir mudar ou melhorar a estratégia.

3. Entender as necessidades do público

Após conhecer quem é o público atual e o que deseja atingir, é essencial saber qual é a necessidade de cada empresa que atende ou pretender atender. Afinal, por mais que as empresas tenham perfis parecidos, como número de funcionários ou localização, cada uma pode ter uma necessidade específica.

Por exemplo, se a sua empresa é uma companhia de elevadores e é contratada por outras empresas, é possível que uma delas tenha o interesse em instalar um elevador apenas para deficientes físicos, outra pode desejar instalar um elevador comum a todos os funcionários e a outra deseja apenas trocar ou realizar a manutenção de um elevador já contratado anteriormente com a sua empresa.

É necessário entender as necessidades para saber o que vai atrair aquela empresa e qual conteúdo será mais relevante para ela.

4. Criar conteúdo relevante

A partir do momento que você desperta a curiosidade do grupo de pessoas (empresa) que deseja impactar, passa a criar um vínculo com ela. Para criar essa relação em uma estratégia de marketing de conteúdo para empresa B2B é preciso ser informativo e envolver as pessoas que fazem parte das empresas, que são o público-alvo da sua empresa, por meio do conhecimento.

Para isso, é muito importante produzir conteúdo relevante e não apenas com o intuito de atualizar o site com qualquer texto, mas sim informar o seu consumidor ou clientes em potencial sobre algo interessante sobre o segmento em que atua ou sobre o produto/serviço que sua empresa oferece, a fim de que isso chame a atenção dele e ele passe, então, a compreender a necessidade ou importância de fechar negócio com a sua empresa.

Ele precisa ter a impressão de que aquele conteúdo foi feito pensando exatamente na necessidade dele, o que não deixa de ser verdade, visto que, antes de produzir o material, você conheceu o cliente e entendeu o que ele precisava.

5. Ser encontrado

Um conteúdo pode ser bem elaborado e pensado especialmente para atender às necessidades dos potenciais clientes, mas nunca ser encontrado por ele. Isso acontece quando a mídia ou o canal utilizado para a divulgação desse conteúdo não condiz com as mídias e canais utilizados pelas empresas que deseja atingir.

Além disso, se a empresa possui a intenção de utilizar apenas o blog do site para a divulgação dos conteúdos, o ideal é implementar uma estratégia de SEO em paralelo, a fim de que o conteúdo seja trabalhado para aparecer nos primeiros resultados de pesquisas realizadas em buscadores (Google, Bing etc.). Outra forma de melhorar os acessos a esses conteúdos é incluir uma estratégia de mídias sociais para divulgar e, até mesmo, impulsionar as publicações para um público personalizado de acordo com os clientes que almeja.

Para isso, nada melhor do que contratar uma agência de marketing digital, que oferece uma estratégia completa voltada para a geração de oportunidades de negócio para os clientes por meio das ferramentas e serviços que melhor se aplicarem à sua empresa. Esse é o caso da WSI Marketing na Internet. Marque uma conversa e conheça nossa proposta.

3Ss do Marketing Digital para sua Empresa- Guia Completo