Fale conosco pelo WhatsApp

Como os anúncios influenciam sua campanha de mídias sociais?

8 de dezembro de 2015 | | 1193
Como os anúncios influenciam sua campanha de mídias sociais
(Banco de imagens: Shutterstock)

Em meio a um cenário cada vez mais competitivo, para uma campanha de mídias sociais ser eficaz, independentemente do canal escolhido, ela deve ir além da publicação de conteúdos relevantes, abrangendo também os anúncios sociais.

São eles os grandes responsáveis por atrair, engajar e converter interessados pelo assunto, transformando-os em potenciais clientes. Entenda um pouco mais como cada um deles permite criar uma estratégia de anúncios.

Facebook Ads

Anúncios do Facebook – Facebook Ads

O Facebook, considerado atualmente a maior mídia social do mundo, é o favorito das empresas, principalmente por permitir a criação de um relacionamento com o público-alvo. Devido a sua popularização, a rede possui uma plataforma de anúncios que, atualmente, é a mais utilizada por anunciantes de todos os segmentos, chamada de Facebook Ads.

Além de permitir a criação de conjuntos de anúncios com intenções específicas, como trazer mais curtidas para a página ou direcionar tráfego para um site, o Facebook Ads também possibilita que um conteúdo já publicado na rede, de maneira orgânica, possa ser impulsionado, atingindo ainda mais pessoas.

Existem diferentes formas de promover um conteúdo no Facebook, sendo que, a partir do objetivo do anúncio ele possui diferentes formatos e características. Conheça como e quando aplicar cada uma:

Anúncio no Facebook

  • Impulsionar Publicações: consiste em transformar uma publicação orgânica, já realizada na página, em um anúncio. Ideal para aumentar o engajamento, likes e compartilhamentos da publicação, fazendo com que ela alcance um público muito maior.
  • Promover Página: são anúncios elaborados com a intenção de alcançar um público propenso a curtir a página. É a estratégia de anúncios aconselhada para conquistar novas curtidas e seguidores para a página, alcançando um novo público potencial. Ideal para aumentar sua base de fãs.
  • Enviar Pessoas ao Site: os anúncios criados com a intenção de enviar pessoas para o site têm o objetivo de gerar tráfego para o domínio da empresa. Permitem definir uma URL de destino personalizada e é otimizado para atingir pessoas predispostas a clicar no anúncio.
  • Aumentar Conversões no Site: bastante parecidos com os anúncios que redirecionam pessoas ao site, os anúncios de conversão, além de gerar tráfego para o site, possuem o objetivo de mensurar as vendas ou inscrições (conversões) realizadas no site, por meio de um código adicionado ao HTML.
  • Instalar Aplicativos: o Facebook também é uma ótima maneira de divulgar novos aplicativos. Os anúncios com essa finalidade utilizam um CTA (call to action) de instalação que direciona o usuário à loja virtual, como App Store ou Google Play Store. Caso pretenda medir a quantidade de instalações, é possível integrar o aplicativo ao SDK (Software Development Kit – Pacote de Desenvolvimento de Software) do Facebook.
  • Aumentar Envolvimento com App: semelhante aos anúncios de instalação de aplicativos, as campanhas com intuito de aumentar o envolvimento com aplicativos podem direcionar as pessoas às lojas virtuais, bem como para páginas específicas sobre o app. Ideal para aplicativos já existentes que precisam aumentar a taxa de downloads, que também pode ser mensurada caso esteja integrado ao SDK do Facebook.
  • Alcançar Pessoas Próximas à Empresa: ao optar por uma campanha de anúncios para alcançar pessoas próximas ao seu negócio, você direciona os anúncios às pessoas nas imediações, definindo um raio. É uma ótima estratégia quando a intenção é aumentar as vendas na loja física ou gerar o conhecimento local da marca.
  • Aumentar Participação em Evento: os anúncios que divulgam eventos possibilitam que as pessoas aceitem participar do acontecimento, adicionado automaticamente ao calendário delas, e ainda dispara lembretes próximos à data.
  • Fazer as Pessoas Obterem Sua Oferta: os anúncios com o intuito de fazer pessoas obterem ofertas emitem cupons de desconto ou oferta especial para o público selecionado. Esse tipo de estratégia ainda permite limitar a quantidade de pessoas que podem reivindicar a oferta.
  • Obter Visualizações do Vídeo: ao escolher os anúncios de visualização de vídeo é possível incorporar vídeos na campanha. Ideal para contar uma história ou trazer maior reconhecimento para a empresa com campanhas institucionais.

Público-alvo no Facebook Ads

Devido abranger pessoas de todas as idades, locais e classes sociais, o Facebook Ads não possui restrição de público. Contudo, é possível segmentar quem a campanha deverá atingir de acordo com interesses, dados geográficos e demográficos.

Além disso, o Facebook possui uma ferramenta chamada Lookalike, que permite exibir seu anúncio ou publicação impulsionada para pessoas com perfis semelhantes aos de quem já proporcionou resultados à campanha.

Investimento e formas de pagamento

Os lances do Facebook Ads saem a partir de R$ 0,01 por clique, porém o investimento mínimo é de R$ 1 por dia. O cálculo dos lances leva em consideração a segmentação do público, o índice de qualidade do anúncio e o histórico da campanha.

O modo de cobrança do Facebook Ads deve ser configurado diretamente na conta de anúncios, na aba de Cobranças, em que é possível selecionar a moeda (real, dólar etc.) e escolher a forma de pagamento desejada (cartão de crédito, PayPal, a forma de pagamento já cadastrada no Gerenciador de Negócio e Cupom de Anúncios do Facebook).

Instagram Ads

Anúncios no Instagram

Após a compra do aplicativo de compartilhamento de imagens e vídeos pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em 2012, já era esperado que em breve a ferramenta também permitiria anúncios, como já acontecia no Facebook Ads. Até que, em 24 de outubro de 2013 a rede oficializou as suspeitas e divulgou como seriam as imagens ou vídeos patrocinados.

Como a fama do Instagram já era de compartilhamento fácil, com os anúncios não poderia ser diferente. Além de práticos, o Instagram Ads foi inserido na timeline da rede de forma sutil e natural. Bastante semelhantes às publicações convencionais, as únicas formas de identificar se a publicação é paga é por meio de uma identificação “Sponsored” ou “Patrocinado” no post e um Call to Action que possui variadas opções de texto, como:

  • Book Now (Reserve agora);
  • Contact Us (Fale Conosco);
  • Donate Now (Faça uma Doação);
  • Download;
  • Learn More (Saiba Mais);
  • Shop Now (Compre Agora);
  • Sign Up (Assine Agora);
  • Watch More (Veja Mais).

Anúncios no Instagram

Cada CTA é atrelado ao objetivo do anúncio do Instagram Ads, semelhantes aos do Facebook Ads. As intenções dos anúncios no Instagram podem ser de:

  • Envolvimento com a Publicação da Página*;
  • Cliques no Site;
  • Conversões no Site*;
  • Instalação de Aplicativo Móvel;
  • Envolvimento com Aplicativo Móvel*;
  • Visualizações de Vídeo.

*Objetivos que estão sendo implementados gradualmente e podem não estar disponíveis para todos, por enquanto. Caso apareça a informação “Novo: criar anúncios no Instagram”, ao escolher uma forma de anúncio, significa que a página já está apta a criar anúncios do Instagram usando o objetivo selecionado.

Público-alvo dos anúncios no Instagram

A segmentação do público que será impactado com os anúncios do Instagram é feita por meio de um cruzamento de dados entre os interesses da pessoa no Facebook e Instagram, visto que a maioria das pessoas utilizam ambas as redes vinculadas.

Com este cruzamento de informações é possível segmentar muito precisamente o público-alvo, incluindo também a ferramenta de proximidade, que permite exibir o anúncio somente para pessoas próximas à empresa.

Investimento e formas de pagamento

Por estar atrelado ao Power Editor do Facebook, o pagamento dos anúncios de Instagram Ads é cobrado da maneira que a campanha do Facebook Ads foi configurada, com o mesmo número de cartão e na mesma moeda escolhida.

 

Anúncios no Twitter

Embora muitas pessoas pensem que o Twitter perdeu força com o surgimento de outras redes, ele ainda é uma das mídias sociais mais acessadas, tanto por usuários quanto por marcas. 80% das marcas líderes de mercado do mundo utilizam o Twitter para interagir com seu público.

Por permitir grande engajamento entre usuários e marcas surgiu o Twitter Ads. Devido ser uma rede mais rápida, a plataforma de anúncios do Twitter possui formatos diferentes do Facebook Ads e do Instagram Ads. São eles:

  • Tweets Promovidos: funciona de forma bastante semelhante ao impulsionamento de publicações do Facebook Ads. Os tweets promovidos são, na verdade, tweets comuns que recebem um investimento da empresa a fim de atingir um número maior de pessoas. Podem ser retweetados, respondidos, curtidos etc.
  • Assuntos Promovidos: os Assuntos Promovidos ficam relacionados nas tendências do Twitter e aparecem na parte superior da lista de Assuntos do Momento.
  • Contas Promovidas: o formato de Contas Promovidas sugere aos usuários contas que eles ainda não estejam seguindo, mas que podem ser interessantes. As Contas Promovidas são exibidas no widget “Quem Seguir”, à direita da página inicial do Twitter, bem como na página “Quem Seguir”.

 Anúncios no Twitter

Todos os formatos de oferta da suíte de Produtos Promovidos do Twitter são identificados como “Promovida” para se diferenciarem dos demais tweets, contas e assuntos.

Público-alvo dos anúncios no Twitter

O Twitter permite realizar uma segmentação do público bastante precisa e ajuda a atingir exatamente as pessoas que se interessam pelos negócios ou nicho da empresa. A segmentação pode ser feita por:

  • @nomesdeusuários;
  • Palavras-chave cadastradas;
  • Interesses dos usuários;
  • Localização;
  • Dispositivo utilizado;
  • Sexo;
  • Idioma.

Investimento e formas de pagamento

O investimento no Twitter Ads é definido com base em um modelo de leilão, que ajuda aos anunciantes atingirem seus resultados e criarem uma boa experiência com o usuário.

Existem duas opções para definir os lances das campanhas de anúncio no Twitter: o lance automático (permite que o Twitter otimize os lances automaticamente para o objetivo e o orçamento determinado para a campanha) e o lance máximo (possibilita que o usuário selecione manualmente o valor para adquirir um seguidor, lead, clique ou engajamento).

Linkedin Ads

Anúncios do LinkedIn

Como a maior mídia social voltada para o mercado de trabalho o LinkedIn não poderia ficar de fora desta tendência de criar uma plataforma de anúncios própria.

O LinkedIn Ads é a solução publicitária da rede que possibilita a criação e veiculação de anúncios em páginas relevantes do LinkedIn e podem ser:

  • Atualizações Patrocinadas: muito utilizadas para conquistar novos seguidores ou para exibir cases de sucesso da empresa.

 Anúncios no Linkedin

  • Anúncios em texto: fáceis de criar, voltados às campanhas que não possuem muita verba, eles são exibidos no topo e na lateral direita de diversas páginas do LinkedIn.

 Anunciar no Linkedin

Público-alvo no Linkedin Ads

A segmentação da campanha do LinkedIn Ads pode ser bem especificada, permitindo atingir pessoas realmente interessadas na proposta, serviço ou produto que está sendo oferecido. O LinkedIn permite segmentar o público-alvo por:

  • Cargo – “advogado de patente”, “enfermeiro credenciado”;
  • Função de trabalho – “Vendas”, “engenharia”;
  • Setor – “bancário”, “tecnologia”;
  • Localidade – “Brasil”, “Toronto”;
  • Tamanho da empresa – “1-10”, “500-100” pessoas;
  • Nome da empresa – “GE”, “Microsoft”;
  • Nível de experiência – “Dono da empresa”, “Vice-presidente”;
  • Idade – “18-24”, “35-54”;
  • Sexo – feminino ou masculino, e
  • Grupo do LinkedIn – “Grupo de Liderança”, “Imóveis Corporativos”.

Ao configurar o anúncio no LinkedIn Ads, a ferramenta oferece opções de público-alvo e exibe a estimativa do número de pessoas para as quais o anúncio será exibido.

Investimento e formas de pagamento

É possível controlar o investimento no LinkedIn Ads por meio de um orçamento diário e não existe um preço fixo para as campanhas. Os anúncios podem ser cobrados de duas maneiras: CPC (pagamento por clique) ou CPM (por impressões), de acordo com o interesse da campanha.

O LinkedIn Ads só passa a cobrar os anúncios após o início da veiculação e é necessário cadastrar um cartão de crédito ao configurar a conta para cobrir os custos com os anúncios, que serão cobrados periodicamente, à medida que as cobranças forem acumulando.