Fale conosco pelo WhatsApp

Prontuário Eletrônico: O que é e como funciona?

19 de outubro de 2021 | | 0
Prontuário eletrônico com informações sobre paciente em cima de mesa
(Banco de imagens: Shutterstock)

O prontuário eletrônico é a versão digital do documento em papel usado para coletar e arquivar informações sobre um determinado paciente

O prontuário eletrônico do paciente é um tipo de tecnologia que pode trazer inúmeras facilidades e economia para clínicas, substituindo as fichas em papel por um sistema de informações que é integrado e seguro. Trata-se de uma ferramenta que tem o objetivo de facilitar o trabalho de médicos e demais profissionais de saúde, já tendo sido adotada pelos principais hospitais do mundo.

O prontuário é um documento que reúne todas as informações a respeito de um paciente, tais como suas condições de saúde e histórico de exames, intervenções e tratamentos realizados. Todo o histórico clínico do paciente fica registrado neste arquivo, que deve ser verificado e atualizado toda vez que o indivíduo passar em consulta. As informações presentes no prontuário ajudarão no diagnóstico, no tratamento e na prevenção de doenças.

Como funciona o prontuário eletrônico?

O prontuário eletrônico funciona a partir de um programa de computador que reúne, organiza e armazena todas as informações a respeito de um paciente, possibilitando a integração desses dados em tempo real. Trata-se de um software que deve seguir todas as normas do Conselho Federal de Medicina (CFM) quanto à confidencialidade dos dados, armazenando as informações de maneira segura e sigilosa. Ao adquirir o produto, este deve ser um ponto de atenção, pois existem opções no mercado que não estão adequadas a essas normas.

A tendência é que todos os hospitais e clínicas, com o tempo, passem a utilizar o prontuário eletrônico para armazenar informações relevantes sobre o histórico de saúde de seus pacientes. Isso porque a Lei de número 13.787, de dezembro de 2018, passou a permitir o descarte dos documentos originais, desde que os documentos digitalizados sejam encriptados e assinados digitalmente com certificado digital.

Quais são as vantagens dessa tecnologia?

A acessibilidade e a mobilidade são os benefícios do prontuário eletrônico que mais merecem destaque, uma vez que o arquivo digital pode ser visualizado a partir de qualquer dispositivo com acesso aos dados do paciente. Dessa forma, elimina-se a necessidade do médico ou um funcionário ir até a sala onde estão armazenados os arquivos físicos e procurar as informações do paciente. Assim, ganha-se tempo, sendo possível otimizar a consulta.

Além disso, o prontuário eletrônico ocupa muito menos espaço no consultório, uma vez que a maioria dos dados do paciente fica armazenada em nuvem (ainda existem muitos prontuários que são instalados nos computadores) — não ocupando assim espaço físico na clínica.

Outro benefício está no fato de que é mais difícil perder um determinado dado a respeito do paciente, uma vez que o software faz um backup automático das informações. Mas isso pode ocorrer, caso o médico opte por um sistema que não tenha a segurança adequada.

Outras importantes vantagens do prontuário eletrônico são:

  • Baixo custo de manutenção;
  • Possibilidade de personalização para as necessidades da sua clínica;
  • Maior segurança de dados;
  • Economia de espaço;
  • Aumento da produtividade e agilidade nas consultas;
  • Possibilidade de integrar as informações e anexar imagens e vídeos.

Como escolher o melhor prontuário eletrônico para sua clínica?

A utilização do prontuário eletrônico pode ser muito vantajosa para sua clínica, mas para aproveitar todos os benefícios da melhor maneira é necessário escolher cuidadosamente o programa que será utilizado. Alguns dos principais aspectos que devem ser levados em conta no momento da escolha são a segurança e facilidade de uso, de modo que seja possível acessar as informações de maneira prática e sem que os dados sejam perdidos ou divulgados.

Além disso, é importante levar em consideração detalhes como:

  • Possibilidade de personalização, de acordo com sua especialidade;
  • Tipo de hospedagem dos dados, dando preferência para prontuários eletrônicos que trabalhem 100% na nuvem;
  • Adequação à nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD);
  • Assinatura digital reconhecida pelo CFM;
  • Integração com plataformas de telemedicina e agendamento online.

O prontuário eletrônico, portanto, representa um grande avanço para o registro e armazenamento de informações do paciente, melhorando a acessibilidade, trazendo segurança e promovendo praticidade ao atendimento. Com este tipo de ferramenta, é possível eliminar toda a burocracia e acúmulo de papéis em sua clínica.