Fale conosco pelo WhatsApp

Médico Empreendedor: Saiba como se tornar um de sucesso

20 de outubro de 2021 | | 0
Médico empreendedor olhando para a câmera e sorrindo
(Banco de imagens: Shutterstock)

A medicina é uma das atividades mais propícias ao empreendedorismo

A medicina e o empreendedorismo podem andar de mãos dadas. Na verdade, a profissão de médico é uma das que mais geram pequenos, médios (e às vezes grandes) empresários.

É fácil perceber isso. Todo médico que possui seu próprio consultório, já de saída, pode ser classificado como um empreendedor, afinal de contas, um consultório nada mais é do que uma empresa de micro ou pequeno porte. Se ele tem tal consultório em sociedade com outros médicos, não importa: segue sendo um empreendedor.

E, de fato, ter o próprio estabelecimento é algo muito comum entre profissionais de medicina. Mesmo os que trabalham como funcionários em grandes hospitais não raro mantêm um pequeno consultório particular, onde atendem uma ou duas vezes por semana.

Bem, se você quer se juntar à equipe dos médicos empreendedores de sucesso, vamos agora lhe ensinar o caminho.

As 9 dicas que todo médico empreendedor deve seguir

O rumo do empreendedorismo na medicina passa pelos pontos a seguir. São dicas para o sucesso de seu negócio. Leia-as com atenção e as coloque em prática.

  • Faça cursos de gestão de empresas e de empreendedorismo – Nas faculdades de medicina não se ensina gestão (o que é correto, pois a obrigação de cada instituição é, sobretudo, formar bons médicos). Portanto, se você vai empreender, faça antes um curso livre a respeito. Eles costumam ter pouca duração e ajudam bastante;
  • Defina seu foco – Talvez você seja um médico especialista, mas que trabalhe como generalista em algum hospital. Então, uma boa ideia é seguir com seu trabalho regular e montar um consultório no qual se dedique apenas à sua especialidade;
  • Use a tecnologia – Softwares de gestão são ótimos aliados do médico empreendedor. Com eles, pode-se ter o consultório operando com poucos funcionários – não raro, apenas uma secretária. Um telefone corporativo que seja exclusivo de seu estabelecimento também auxilia bastante;
  • Faça a divulgação do empreendimento – Seu consultório particular precisa ter um site, qualquer que seja seu porte. É através dele, principalmente, que futuros pacientes chegarão até você. E tente manter tal site sempre atualizado. Existem ótimas empresas de marketing digital especializadas em medicina que trabalham com isso;
  • Controle suas finanças – Lembre-se: se o negócio é seu, você é o responsável pelo pagamento das contas. Monte planilhas que mostrem quanto você gasta mensalmente para manter o consultório aberto. Isto, aliás, vai ajudar a definir qual será o preço de suas consultas;
  • Esteja atento à concorrência – Antes de abrir sua própria empresa no ramo da medicina, pesquise o que outros médicos que já operam clínicas e consultórios próprios estão fazendo. Converse com eles, leia a respeito. Aprenda com os acertos (e com os erros) de outros profissionais;
  • Tenha uma reserva para o início de seu empreendimento – Quase não há empresas que deem lucro já no primeiro mês de atividade. Ou nos primeiros seis meses. Junte algum dinheiro e o deixe guardado para sustentar o empreendimento durante seu início;
  • Não se esqueça da burocracia – Nos dias de hoje, a papelada necessária para se abrir ou fechar uma empresa diminuiu bastante em relação ao passado – no entanto, continua existindo. Você provavelmente precisará de um contador para seu consultório, por exemplo. Por outro lado, existem firmas de contabilidade online que cuidam da burocracia de sua empresa e cobram, para tanto, relativamente pouco. Basta pesquisar a respeito na internet que chegará até elas;
  • Nada de desânimo! – Por fim, lembre-se: o começo é sempre difícil quando o assunto é empreendedorismo. Você enfrentará situações para as quais a faculdade não o preparou. Não importa: a vida já deve tê-lo preparado para elas. Não esmoreça, acredite e invista em seu consultório particular. Vai valer a pena.