Fale conosco pelo WhatsApp

Estratégia de Marketing Digital em Saúde: Como aplicar à sua especialidade?

3 de dezembro de 2021 | | 0
Foguete em miniatura saindo de notebook
(Banco de imagens: Shutterstock)

Adequar a divulgação do próprio nome às suas melhores qualidades profissionais é o caminho para tanto

Uma estratégia de marketing digital em saúde engloba várias ações. Algumas são sequenciais – ou seja, devem ocorrer em determinada ordem, outras são simultâneas. Algumas se aplicam apenas a determinados períodos da carreira do profissional de medicina; outras são perenes, devem ser feitas enquanto este profissional estiver ativo.

Como quase todos os campos de atividade, também a medicina se tornou, nos últimos anos e décadas, objeto de estudo e acompanhamento do marketing digital. Isto em nenhum momento lhe retira a nobreza, a qual vem da missão de todo médico: salvar vidas e preservar a saúde de todos.

Ao pensar em uma estratégia de marketing digital em saúde, portanto, deve-se ter em mente que se está lidando com uma prática ancestral, venerável e vital à própria existência humana – a medicina.

E, ao mesmo tempo, é preciso levar em conta que, como todo profissional de nível superior, o médico é alguém que passou anos a fio em faculdades exigentes para chegar aonde chegou, e, portanto, merece ser remunerado por tamanho esforço.

O talento e os conhecimentos de um médico ou de uma médica, portanto, guardam duas características: são raros, pois poucas pessoas os possuem na sociedade em termos proporcionais; e são valiosos, porque deles depende a manutenção do bem-estar de cada homem e de cada mulher.

Benefícios trazidos pelo marketing digital em saúde

Antes de conceber a estratégia de marketing digital em saúde que irá desenvolver para sua vida profissional, o médico deve levar em conta os benefícios que tal prática – o marketing – traz para a sociedade quando aplicada à área médica:

  1. Disponibiliza à população informação de qualidade acerca da saúde, preparando até mesmo as pessoas menos instruídas para cuidarem melhor de si mesmas (ainda que isto se dê em graus variáveis, de acordo com cada receptor – cada pessoa – que recebe tais informações);
  2. Torna as pessoas conscientes da relevância de se consultarem com um médico de confiança de forma regular (hábito ainda não tão difundido no Brasil, inclusive entre indivíduos de maior poder aquisitivo);
  3. Conduz novos pacientes ao consultório ou clínica do profissional que está sendo divulgado pelas táticas de marketing digital, promovendo assim o encontro entre quem precisa de cuidados médicos (os pacientes) e aqueles habilitados a ministrá-los (os médicos);
  4. Fideliza os pacientes que já foram ao profissional algumas vezes, fortalecendo nos mesmos a convicção, comprovada pela experiência de atendimento, da excelência dos serviços de tal médico ou de tal médica.

Principais estratégias de marketing digital para médicos

Portanto, uma estratégia de marketing médico é algo que dissemina o bem-estar por toda a sociedade, em última análise. Sendo assim, quais são as principais ações que se deve levar adiante no que tange ao marketing digital em saúde?

Vamos a elas.

  • Deixe as ações de marketing para quem é especialista no ramo. Todo profissional de saúde sabe o quanto estudou na faculdade – e sabe que não foi marketing o que estudou, e sim medicina.
  • Esteja atento às limitações que o marketing para médicos tem de respeitar. O CFM (Conselho Federal de Medicina) determina algumas regras para a propaganda que envolva a função. Elas devem ser respeitadas, sob risco de punições ao profissional infrator;
  • Deixe bem claras quais são suas metas. Você terá de comunicar à equipe que cuida do marketing digital de seu estabelecimento se o objetivo que tem em vista é, digamos, captar um número maior de clientes ou captar um número menor, mas com necessidades específicas (por exemplo, uma cirurgia plástica). Você dará o norte do navio, e o responsável pelo marketing cuidará para que ele navegue na direção escolhida;
  • Saiba da equipe quais táticas ela pretende usar para chegar aos objetivos propostos. Uma opção para tanto, por exemplo, é a atuação forte em redes sociais; outra, o disparo dos chamados e-mails marketing. Há muitas alternativas – e várias delas podem até mesmo coexistir, como dito anteriormente;
  • Atenção às métricas. É preciso ter como medir se os aportes em marketing digital estão sendo vantajosos para o profissional e para seu consultório – ou se não estão. Vale definir junto à equipe como serão auferidos os resultados eventualmente alcançados.

Para finalizar, algumas porcentagens reveladoras: no Brasil, 94,4% das pessoas realizam buscas sobre saúde na internet, e 29% de tais buscas são feitas antes que o indivíduo vá ao médico. Ou seja, as pessoas pesquisam antes de cuidarem da saúde – e será em grande medida a estratégia de marketing digital em saúde por você adotada que irá determinar se o seu nome aparecerá ou não em tais pesquisas.