Fale conosco pelo WhatsApp

8 motivos para investir em marketing digital

14 de julho de 2015 | | 885
8 motivos para investir em marketing digital
(Banco de imagens: Shutterstock)

A interatividade da internet mudou a forma de comunicação e consumo das pessoas. As marcas que desejam se firmar no mercado precisam entender esse novo processo e se adequar para atrair e fidelizar o consumidor, que está cada dia mais exigente e informado.

Segundo dados da Hubspot, cerca de 93% das compras se iniciam por meio de uma busca online. Esse dado por si só já justificaria o investimento das empresas em marketing digital, mas essa transformação no comportamento do usuário pode ser muito mais benéfica para as marcas.

A seguir, separamos 8 motivos que justificam a presença digital de qualquer empreendimento, seja ele de pequeno, médio ou grande porte.

8 estratégias de marketing digital

  1. Mensuração de resultado: Se a sua empresa deseja chegar a algum lugar ela precisa de foco e metas. Os indicadores são parte essencial do planejamento de qualquer companhia, pois ajudam nas tomadas de decisões. Em tempos de crise, onde as justificativas de investimento são cada vez mais comuns para os negócios, as métricas funcionam como um gerente financeiro. O marketing digital é objetivo nesse sentido, pois possibilita a análise e cálculo do ROI (Retorno Sobre o Investimento) das ações. Para isso, nada como utilizar ferramentas que propiciam maior assertividade e poder de conversão. Com os dados coletados pelo Google Analytics, por exemplo, é possível analisar a eficácia de uma campanha ligada ao seu site, mídias sociais, landing pages, entre outros.
  2. Conhecimento do público: Conhecer o seu público-alvo é vital para a sua empresa. Como você vai criar um conteúdo interessante para o consumidor se você não sabe com quem está falando? Para elaborar um material relevante é preciso conhecer o seu potencial cliente e o marketing digital permite que você compreenda como o seu público se comporta, qual é a rede social de maior interação, quais assuntos lhe interessam, entre outras questões. As mídias sociais possibilitaram uma aproximação maior entre as marcas e as pessoas, tornando o processo de comunicação mais direto. Os internautas utilizam as plataformas para compartilhar o seu grau de satisfação com um produto ou serviço, para indicações dos mesmos e até para dar dicas ou relatar problemas. Quer justificativa melhor que essa para estar inserido nas plataformas digitais. Ferramentas como o Google Analytics também podem lhe fornecer informações importantes sobre seu público.
  3. Segmentação de campanha: A TV e a mídia impressa atingem um número gigante de pessoas, porém com uma alta dispersão e você não tem certeza de que o seu público-alvo está sendo impactado. Além disso, esse tipo de publicidade é extremamente caro. Já as soluções digitais permitem que você alcance as pessoas certas, de acordo com a idade, localização, sexo e outras características relevantes e pertinentes com a necessidade da campanha.
  4. Baixo Investimento em relação aos meios tradicionais: O consumidor pesquisa antes de comprar ou adquirir um produto ou serviço e a internet, além de ter baixo custo, ainda é o local onde as pessoas mais buscam informações. Além disso, recursos pagos, como links patrocinados, permitem um controle de investimento, que pode ser mais modesto no início da campanha e depois aumentar, de acordo com a necessidade e eficácia da campanha. Vale ressaltar que, nesse caso, além da vantagem da segmentação, a empresa não paga por visualização e sim por clique.
  5. Monitoramento da concorrência: Monitorar o que as empresas do mesmo nicho que o seu estão fazendo é uma tarefa obrigatória. É importante analisar como as concorrentes lidam com uma possível crise e como se colocam no mercado, não para copiar, mas para aprimorar e se manter à frente. E o marketing digital oferece diversas ferramentas que ajudam nesta tarefa como, por exemplo, o Ahrefs e o próprio Google Alerts.
  6. Rapidez na implementação de campanhas: As características mais fortes do marketing digital são: a rapidez para dar e receber respostas e a interatividade. Em pouco tempo é possível implementar campanhas, lançar novos produtos e mensurar os resultados para que qualquer melhoria seja feita. Apenas um pequeno texto nas redes sociais ou um post em um blog já servem como mediadores entre as empresas e o público-alvo. Até mesmo uma campanha em links patrocinados ou anúncios no Facebook podem ser feitos com mais agilidade.
  7. Aumento do consumo online: Comprar pela internet se tornou uma tendência muito forte que cresce ano a ano. Em 2009, o comércio eletrônico atingiu um faturamento de R$ 10,6 bilhões. De acordo com publicação da Info Exame, e em média 51,3 milhões de pessoas já adquiriram um produto pela internet. Os dados apontam ainda um aumento de 28% nesse segmento e um faturamento que atingiu R$ 28,8 bilhões em 2014.
  8. Mudança do comportamento dos usuários: Esse cenário mostra a nítida mudança de comportamento do usuário. Hoje, entre 57% e 70% das pessoas definem a sua compra antes de entrar em contato com o vendedor. Ou seja, elas pesquisam e se informam antes de tomar uma decisão. E é nessa etapa que o processo de venda se inicia. Para isso você precisa ganhar a atenção e confiança do seu possível cliente, e não apenas tentar comprá-la.

Essas são as premissas do inbound marketing, que unem diversas áreas do marketing digital e ajudam as marcas a ganharem não só clientes, mas entusiastas do seu negócio. Quer saber mais? Baixe o nosso e-book sobre com 10 dicas de como aumentar as vendas com o inbound marketing!

Nova chamada à ação

Aprenda tudo sobre vendas e Inbound Marketing com nosso E-Book:

  10 dicas de Inbound Marketing para aumentar as vendas