Fale conosco pelo WhatsApp

5 Estratégias digitais que seu e-commerce deve adotar em 2017

24 de janeiro de 2017 | | 872
E-Commerce Estratégias
(Banco de imagens: Shutterstock)

Sua estratégia de marketing digital é o seu plano para atingir objetivos de negócios, e, assim como qualquer plano, você precisa estar pronto para fazer ajustes e mudanças para alcançar com sucesso seus objetivos. O mercado de e-commerce é altamente competitivo e em constante evolução. Para se manter relevante você precisa identificar e adotar tendências à frente da curva e dos concorrentes. Essas tendências não são necessariamente o canal mais importante para volume de leads ou vendas, porém são táticas que terão maior aumento neste ano e por isso estãose tornando tendências, e muitos e-commerces já estão se adaptando.

Como as pessoas continuam a fazer compras cada vez mais on-line, suas expectativas estão mudando, a personalização do e-commerce se tornará acessível para todos os tamanhos de empresa, os clientes tem sido expostos a experiências personalizadas e cada vez mais esperam receber dos e-commerces e lojas virtuais esse mesmo nível de experiência, aonde os produtos são altamente direcionados.

2017 é o ano em que as empresas adotarão a personalização, começando por coletar dados comportamentais de cada visitante e desenvolvendo campanhas altamente direcionadas baseada em segmentos de clientes e experiências anteriores.

5 tendências para seu e-commerce em 2017

O crescimento do social selling

Social Selling E-commerce

Coincidindo com as altas taxas de adoção de smatphones, mais e mais empresas estão vendendo diretamente em plataformas sociais. O Social Selling (venda social) tem aumentado e continuará a crescer em 2017.

Facebook, Instagram, Twitter e Pinterest investiram pesadamente na criação de recursos publicitários, mas também em lojas nativas e opções de “comprar agora” que permitem aos clientes comprarem produtos sem nunca deixar a plataforma. Você pode combinar a sua estratégia de marketing digital de acordo com cada plataforma social e executá-la em momentos diferentes, o que incentiva os clientes a acompanhar sua presença social e permanecer envolvido.

Mantenha as publicações de forma natural, o ponto principal do social é ser social, construa relacionamentos compartilhando conteúdo relevante e promovendo causas, incentive seus fãs a compartilhar suas próprias experiências cotidianas e não meramente comentários de produtos.

Você não está criando apenas uma página, você está vendendo um estilo de vida, é necessário se conectar com seu público.

Seja seus próprios perfis de mídias sociais no Twitter, Facebook, Instragram ou alcançando influenciadores para aumentar a divulgação do seu produto no mercado, independente da plataforma que você escolher, é fácil entender que a venda através dessas redes significa o futuro do comércio eletrônico e que cada vez mais os usuários compram fora dos sites tradicionais.

Dar a oportunidade do usuário comprar dentro da sua rede social favorita significa encurtar o processo de venda. Com a influencia das mídias sociais no e-commerce, juntamente com o aumento do uso de marketing de produto direcionado e remarketing, essas plataformas começarão a ter maior participação de mercado, o que significa também abrir fluxos de receita adicionais.

Neste post, explicamos 8 dicas de como utilizar as mídias sociais para atrair tráfego para e-commerce.

Velocidade na entrega

Quando um produto é acrescentado no carrinho de compras, antes de concluir o pedido e passar para a etapa de pagamento, os dois primeiros itens a serem verificados são: o tempo de entrega e o frete.  O usuário pode abandonar o carrinho de compras se ele entender que a entrega é muito cara ou demorada.

Velocidade e-commerce

Os consumidores podem não querer ir até a loja física, mas eles ainda querem que suas compram cheguem o mais rapidamente possível. Nos últimos anos os prazos de entrega dos e-commerces diminuíram drasticamente e se tornaram muito mais precisos.  As expectativas dos consumidores mudaram com relação a entrega. Enquanto 5-7 dias teria sido norma padrão há alguns anos atrás, os consumidores exigem o transporte do produto dentro de poucos dias, se não horas.

Em mercados competitivos ter essa vantagem é uma carta na manga. Para algumas cidades como São Paulo, alguns e-commerces  já realizam a entrega no mesmo dia. A tendência é que as entregas realizadas no mesmo dia continuem a aumentar em 2017.

Devido ao tempo de entrega reduzido os consumidores podem acessar imediatamente os produtos comprados,  resultando em novas buscas, maior conversão, fidelização e envolvimento com a marca.

Se você quer ser competitivo este é o momento de se concentrar em sua logística e buscar maneiras de absorver os custos de envio (incluindo entrega e devolução).

Omnichannel

Se você quer se tornar relevante e sair na frente dos seus concorrentes, um dos passos mais importantes é ser omnichannel, ou seja, sua marca precisa estar presente em diversas plataformas e também ter a integração da loja física.

Omnichannel E-commerce

Crie uma experiência de compras consistente para os consumidores e potenciais leads. Uma das tendências é a compra on-line e retirada na loja, evitando gastos com frete.

Os consumidores preferem escolher seu método de compras, ao navegar em diversas plataformas para interagir com sua marca/produto. Um exemplo comum é o usuário acessar sua página no Instagram via smartphone enquanto simultaneamente navega no seu e-commerce ou iniciar a busca de um produto no mobile e finalizar a compra via desktop.

É por isso que em suas experiências sociais, seu e-commerce e até mesmo a loja física precisam ser uma extensão um do outro. Mesmo quando os clientes estão em sua loja, eles estão utilizando o smartphone realizando pesquisas sobre concorrentes, lendo review sobre o produto em questão ou comparando preços.

Os consumidores podem interagir com sua empresa em vários canais antes da compra e passam a esperar a continuidade e integração entre as experiências on-line e  loja física.

Aumente a lealdade do cliente com programas de fidelidade

Fidelidade E-Commerce

Um bom programa de fidelidade dá aos clientes uma razão para voltar no seu e-commerce e comprar novamente. Clientes fiéis que compram repetidamente são mais rentáveis do que aqueles que compram apenas uma vez.

No seu mais básico, os programas de fidelidade permitem que os clientes acumulem pontos, ganhem selos ou cartões perfurados até que itens gratuitos e/ou descontos sejam obtidos. E-commerces que recebem um fluxo constante de pelo menos dez ou mais pedidos por mês verão maior benefício em implementar um programa de fidelidade.

A maior vantagem de possuir um programa de fidelidade é o potencial de segmentar a sua base mais rentável de clientes. Utilizar os dados e comportamento de compra dessa base e usar essas informações para oferecer promoções e recompensas altamente personalizadas.

Embora o objetivo principal de um programa de fidelidade seja manter os clientes existentes e   aumentar as encomendas repetidas, também pode ser usado como um benefício para atrair novos clientes.

Por exemplo: os clientes também podem obter pontos por encaminhar seus amigos para o site. Esta é uma maneira muito eficaz de ganhar novos clientes.

Os e-commerces podem agregar valor aos seus clientes e diferenciar-se dos concorrentes, utilizando programas de fidelidade que permitem competir sem baixar os preços. O objetivo é dar uma razão para os seus clientes voltarem a comprar e ganharem recompensas por sua lealdade.

Mobile First

Há três anos atrás o mobile esteve no top3 de tendências. Atualmente é uma necessidade para todos os e-commerces e lojas virtuais. À medida que mais empresas adotaram projetos web, e-mail marketing responsivos, aplicativos, pesquisa voltada para conteúdo e contexto a urgência não é mais a otimização simples do e-commerce e sim a experiência de compra do usuário. 

E-commerce mobile first

Uma realidade simples: as pessoas estão agora mais expostas aos seus smartphones do que aos seus computadores. Observando a jornada de compra do cliente, podemos entender que os dispositivos móveis estão em diferentes etapas, desde a descoberta de novidades até mesmo o compartilhamento de uma notícia no Facebook.

Conforme artigo divulgado pelo Google, as pesquisas são realizadas mais em dispositivos móveis do que em desktop, e, seguindo essa tendência, cada vez mais os e-commerces e lojas virtuais precisam pensar no “Mobile-First”.

A versão mobile do seu e-commerce tem um grande impacto na busca orgânica, alguns pontos principais que os buscadores levam em consideração são: layouts com design adaptável que tem o benefício de ser mais relevante, conteúdo contextual, tempo de carregamento e CTAs objetivas.

A  concorrência está ficando cada vez mais difícil e se você não reagir à personalização do seu e-commerce para o dispositivo móvel, o seu cliente provavelmente pode comprar no  concorrente.

Crie uma experiência única não vendo a tela do smartphone como uma limitação e sim como uma nova oportunidade para sua loja.

Seu e-commerce está preparado para 2017?

Concluímos que algumas tendências são pequenos ajustes que você pode realizar e já conseguir um grande retorno, outros no entanto precisam de um planejamento maior e que possuem o poder de impactar seu negócio e o mercado.

Planeje com antecedência, antecipe as mudanças e esteja preparado para as tendências antes de seus concorrentes.

[pro_ad_display_adzone id=”11368″]